Rasguei-te o vestido e entrei em ti

879
Fotografia @ Pixabay | Cartaz © Laura Almeida Azevedo

A porta fechou-se. Encostaste-te a ela e sussurraste o meu nome. Os teus cabelos ruivos espalhados pela cara mais bonita que alguma vez vi. Eu vim ao teu encontro pelo corredor. Tinhas um vestido roxo curto e umas meias de liga de renda preta. Eu estava nu, completamente nu. Senti o meu sexo a dar de si.

Puxei-te contra mim. Senti o teu sufoco, o teu gemido de prazer antes do acto. Os teus olhos verdes maquilhados de preto, a tua boca vermelha e a tua língua, chamaram por mim. Peguei-te ao colo e levei-te para cima da mesa da cozinha. As minhas mãos percorreram o teu íntimo e cheiroso púbis. Da tua boca saía saliva. Da minha gelo para te aquecer.

Rasguei-te o vestido, rasguei as meias e sem pudor entrei em ti. As minhas mãos nas tuas ancas, nos teus seios redondos e brancos. Os teus dedos nos meus ombros. As tuas unhas cravadas na minha carne. Dei saltos, saltos e tu reagias com uivos de raposa mal amada e o teu corpo soluçava e, agora sim, o eterno prazer concretizava-se.

Agarrei, novamente, em ti e levei-te para a bancada. As tuas pernas cruzaram as minhas e os nossos sexos reuniram-se. O pânico instalou-se nos nossos corpos. Escorrias água e suor por todos os lados. «Vem-te, vem-te!», dizias-me. «É agora, fofa», disse-te.

E fez-se a explosão. Tudo era líquido fluído, pelo chão, em ti, em mim.

Disse ela: «Adoro ter sexo contigo, pah! Aliás…. adoro sexo selvagem, como só tu sabes fazer!»

E ele: «O sexo é a melhor arma para a tristeza.»

E viveram felizes para sempre naquele momento.

Comments

comments

PARTILHAR
Artigo anteriorEsta sou eu
Próximo artigoTudo tem um princípio, um meio e um fim
JOANA SH PEREIRA, a Purple Soul
Ela conquista as pessoas pelo seu sorriso e não pela arrogância. Desde pequena que a mãe lhe chama «maluca», pois encara a vida como sendo uma aventura numa roda gigante. Não desiste dos sonhos. Não desiste de ser feliz. E, para «Purple Soul», a alma é o fundamento da felicidade, misturada com pintas de cor púrpura, como num vestido ao estilo Vintage!