Não entres em pânico, porque estamos aqui!

179
Fotografia @ Pixabay | Cartaz © Laura Almeida Azevedo

Tens que mudar, de vez em quando. Parar, refletir e mudar. De nada adianta ficares estagnado no tempo, à espera, desanimado e sem vontade de acordar de manhã.

Quantas vezes o despertador toca e tu sentes um peso em ti, porque tens que encarar mais um dia de infelicidade? Pois bem, se estás nesta posição, está na hora de mudares. Mudares de profissão, de relação, de casa, de cidade. Parece fácil dizer e difícil fazer. Isso pensas tu, porque tens medo de agir. Tens pessoas ao teu redor que, possivelmente, não vão aceitar a tua decisão. Tens-te a ti, com receio de que, ao mudar, as coisas não resultem. O medo é a pior coisa que existe no mundo. Nada mais importa que o teu bem estar. Porque, se tu estás bem, os que te amam também estão.

As escolhas são sempre as certas. Tu estás sempre no local certo, à hora certa. Pode haver contratempos nessas escolhas. Mas para que serve a auto-estima? Para te renovar e crescer. Portanto, mesmo que te sintas confuso, para e escuta o teu interior. O que ele te diz? Qual a tua missão no mundo? E as pessoas que te amam para que servem? Para te apoiar! Nós estamos aqui, todos em uníssono, uns para os outros, para nos ajudarmos mutuamente. É certo que existem seres egoístas e traiçoeiros. Mas até mesmo esses nos ajudam a tomar o caminho certo e nos dizem que temos que parar.

Se te sentires assim, despede-te, separa-te. Mas, primeiro, escuta-te. O que te diz o coração? Ele é o nosso maior amigo. Acredita. Ele sabe distinguir o bem do mal.

Põe uma música relaxante. Vai caminhar na praia ou pelos montes verdejantes. Anda à chuva, dança com ela. Alegra-te, porque existes. Tens uma missão aqui. Percebe bem qual é a tua, e vai. Vai, simplesmente, em busca do teu dom.

Não entres em pânico, porque estamos aqui. Já pensaste bem que a Humanidade é algo transcendental? É feita de laços, de ligações energéticas, de poderes. E não falo em dinheiro. Falo em sentimentos. Todos nós estamos ligados pela harmonia das energias.

Perdoa e, sobretudo, perdoa-te a ti próprio.

Tolera e, principalmente, tolera-te a ti próprio.

Ama e, acima de tudo, ama-te!

Verás, meu caro guerreiro, que, desta vida, sairás um vencedor!

Comments

comments

PARTILHAR
Artigo anteriorEnredos da vida real
Próximo artigoE se eu morresse hoje?
JOANA SH PEREIRA, a Purple Soul
Ela conquista as pessoas pelo seu sorriso e não pela arrogância. Desde pequena que a mãe lhe chama «maluca», pois encara a vida como sendo uma aventura numa roda gigante. Não desiste dos sonhos. Não desiste de ser feliz. E, para «Purple Soul», a alma é o fundamento da felicidade, misturada com pintas de cor púrpura, como num vestido ao estilo Vintage!