Ama quem te arrepia

5514
Fotografia © Frank Mckenna | Cartaz © Laura Almeida Azevedo
Fotografia © Frank Mckenna | Cartaz © Laura Almeida Azevedo

Ama quem te arrepia. Quem te faz sentir frio numa noite quente de Verão. Quem te despe numa manhã fria de Inverno e te aquece com o calor do seu amor. Quem te faz voar sem que saias do lugar. Quem te toca por mais distante que esteja.

Ama quem te arrepia, porque o amor sempre encontrará uma razão. O amor explica-se sempre com a magia do sentimento de quem nos causa arrepios. Com a fantasia de quem despertou essa paixão linda que viu muito mais do que um rosto.

Ama quem te agarra ao adormecer. Quem te conforta ao despertar. É essa magia de amar, de dividir cumplicidades que multiplicam sentimentos. Adicionar tentações num corpo que já não conhece lamentos.

Ama quem te olha sem te ver. Quem não se importa com a tua imagem. Aquele que escuta o silêncio da tua alma e acalma os gritos do teu coração. O que te vê dessa forma sempre te achará linda, porque sente a tua beleza a cada toque dos seus dedos.

Dir-te-á que pareces uma princesa até mesmo quando estás com o pijama vestido, porque lhe lembra a intimidade que já tantas vezes dividiram. Da mesma forma que te dirás que és uma rainha quando sai contigo e tu vestes aquele vestido preto justo que realça todas as tuas curvas. As curvas que ele conhece de olhos fechados e onde costuma viajar. As curvas que fazem os outros homens roerem-se de inveja, por o considerarem um homem de sorte. E sabe que, de facto, é, mas apenas porque te ama por tudo o que tu és e não apenas pela imagem.

É esse amor que dará sentido à tua vida e que vale a pena ser vivido. O amor que te arrepia a pele até na distância. O amor que te faz sorrir, quando te apetece chorar. O amor verdadeiro que faz das tuas lágrimas uma tempestade de gargalhadas. Procura-te para te contar uma piada quando descobre que um problema te quer bater à porta. Então, ele chega e sopra todo esse sofrimento para bem longe. Não deixa que a tristeza se aproxime. Não deixa que o sofrimento roube o sorriso à sua princesa.

Se encontrares um amor assim, agarra-o, não o deixes fugir. Um amor assim é verdadeiro, e como qualquer amor verdadeiro é simples. Ama-te, porque te ama e não deixa que alguém ou algo te faça mal. Basta olhar-te com os olhos do coração e espalhará sobre ti a emoção. Agarra-o com os teus braços. Esconde-o em ti. Só alguém assim te fará feliz todos os dias.

Não gastes o teu tempo com quem nada te acrescenta. Investe na tua vida, apostando em quem te arrepia e te oferece alegria, sem nada te pedir em troca.

Comments

comments

PARTILHAR
Artigo anteriorAs Mãos
Próximo artigoSou de todas as cores
ANGELA CABOZ, a miúda gira
Nasceu em Tavira há 49 anos. Desde a adolescência que é uma apaixonada pela leitura, pela escrita, pelo cinema e pela música. Escreve sobre sentimentos e, nas palavras, reflete a maneira de ver e de sentir o mundo. Em 2014, realizou um sonho: a publicação do seu livro «À procura de um sonho». Desde então, tem participado em várias obras coletivas.