Este é o momento ideal para recomeçar

1935

Fotografia © Steinar La Engeland | Cartaz © Laura Almeida Azevedo
Fotografia © Steinar La Engeland | Cartaz © Laura Almeida Azevedo

«Mesmo lugares que estiveram mergulhados na escuridão durante biliões de anos podem ser iluminados. Mesmo uma pedra retirada do fundo de um rio pode ser utilizada para produzir fogo. Os nossos sofrimentos atuais, qualquer que seja a profundidade da escuridão em que nos mergulham, não duram certamente há biliões de anos – nem durarão para sempre. O sol não deixará de se levantar. Na realidade, a sua subida já começou.»

Para 2017 quero inspirar-te com este texto do meu mestre Daisaku Ikeda.

Tenho absoluta confiança de que tudo o que nos acontece tem uma razão. Que todos nós temos uma missão nesta vida. Que todos nós temos aprendizagens a fazer. Não nos acontece nada que não tenhamos a capacidade de superar!

Independentemente do teu passado, das dificuldades que possas estar a passar, da dor que possas estar a sentir… sabe que é nas tuas circunstâncias de vida que podes fazer a tua revolução humana — isto é manifestar o imenso poder que existe dentro de ti, polir a tua vida e crescer enquanto ser humano.

Por favor, tem compaixão pelos outros, pratica o bem, tem força, coragem e sabedoria para lutar e ultrapassar os teus limites e obstáculos. Estes são os ingredientes necessários para uma vida preenchida de valor! Tem confiança que o Universo te retribui na medida daquilo que dás.

Tenho uma história que te quero contar. Houve um dia que joguei no euromilhões. Não costumo jogar porque tenho sempre pouca sorte ao jogo. Naquele dia, não sei porquê, joguei. Cheguei a casa e li um e-mail da equipa Avaaz, a apelar ajuda no financiamento de um projeto da ONU, para ajudar os refugiados. Não tinha muito dinheiro na conta. Ainda assim fiz uma contribuição de 8 euros. Mais tarde, vi o resultado do euromilhões e ganhei 9 euros e pouco. Levou-me a refletir que o Universo retribui na medida daquilo que dás, quando o fazes de coração. Não estou mais rica nem mais pobre, mas com as pequenas ações de cada um será possível transformar o mundo num lugar melhor, com mais esperança.

«Sonhe, ainda que o sonho pareça impossível.
Lute, ainda que o inimigo pareça invencível.
Corra por onde o corajoso não ousa ir.
Transforme o mal em bem, ainda que seja necessário caminhar mil milhas.
Ame o puro e o inocente, ainda que seja inexistente.
Resistam, ainda que o corpo não resista mais.
E, no final, alcance aquela estrela, ainda que pareça inalcançável.»
(Daisaku Ikeda)

Neste novo ano, retoma os objetivos que ficaram pendentes, procura os teus sonhos que ficaram guardados em gavetas, relembra aqueles planos esquecidos por mil e uma razões. Sonha – os sonhos não têm limites. Sê ousado(a). Sê corajoso(a). E vai à luta. Planeia uma viagem. Inscreve-te naquele curso que desejas há muito. Aprende algo novo, uma receita, um idioma, um desporto ou até um instrumento musical. Faz coisas que te deixam feliz. Defende e coloca em prática as tuas ideias. Identifica aquilo que te deixa triste e muda isso. Às vezes, basta ter consciência para tomar ação. Acima de tudo, ama-te e respeita-te.

Este é o momento ideal para recomeçar. Feliz Ano Novo.

Comments

comments

PARTILHAR
Artigo anteriorPosso demorar-me em ti?
Próximo artigoTatuagem
CARINA MAURÍCIO, a fotógrafa
É budista e conservadora-restauradora. É de riso e choro fáceis. Tem tanto de sensível, quanto de corajosa e lutadora. Adora fotografar, jogar ténis e viajar. Viciada em comida, é fã de comida italiana. Gosta de dormir, de café, de chocolate. Dançar? Pode ser a noite toda. Mas também gosta de ficar na ronha, em casa, entre filmes e pipocas. Adora o som da chuva a cair no inverno e o som do mar em dias de verão. Campos floridos enchem-lhe o olhar, assim como as cores das folhas do outono. Apaixona-se facilmente e é uma apaixonada pela vida. Uma geminiana pura.