Chegaste

1602
Fotografia © Freestocks.Org | Cartaz @ Laura Almeida Azevedo
Fotografia © Freestocks.Org | Cartaz @ Laura Almeida Azevedo

Chegaste para me mostrar que ainda valia a pena e que nem tudo estava perdido. Chegaste para me lembrar que o amor é o que faz tudo valer a pena. Protegeste-me do temporal. Fizeste-me saber que ias estar sempre aqui para me levantar, quando a vida me fizesse cair. Chegaste para me fazer sorrir. Chegaste sem teres data para ir embora. Tinhas todo o tempo. Tinhas paciência. Ficaste na certeza da partilha do presente, curando-me as feridas do passado. Chegaste para seres carinho, para seres amor, para seres aquele abraço que faz esquecer o mundo lá fora e me faz sentir finalmente em casa.

Chegaste para do amor fazermos a nossa morada.

Comments

comments

PARTILHAR
Artigo anteriorDeixa-me entrar na tua vida
Próximo artigoPediu-lhe que fosse feliz
HELENA ISABEL, a misteriosa
Nasceu em dezembro de 1983. Diz-se uma «exploradora da vida». Gosta de ler, de escrever e de pintar. Não da pintura dos guaches e dos pincéis. Mas da pintura com as palavras. É apaixonada, irreverente e sensível a tudo o que a rodeia. Prefere um segundo de realismo a uma eternidade de sonhos.