Saudade

1044
Fotografia © Caio Resende | Cartaz © Laura Almeida Azevedo
Fotografia © Caio Resende | Cartaz © Laura Almeida Azevedo

Procurei nos livros a definição para a palavra saudade. Aquele sentir que me trepa pela alma nas manhãs em que a nostalgia me visita, mesmo sem ser convidada. Procurei. E nada encontrei. Nada me explica o que sinto, quando me falta alguém que me completa. Passei horas a folhear os velhos manuais. Só que não existem, nas enciclopédias, significados para o vazio que me preenche. Não há sinónimos para o silêncio do teu sorriso e muito menos para a ausência das tuas mãos.

Falta-me a companhia dos meus sonhos. Não tenho o parceiro do meu amor. O elo de ligação entre os nossos pensamentos e eles, na verdade, são irmãos de todos os nossos sentimentos. E, por mais que tenha procurado, nada encontrei que pudesse descrever a palavra saudade.

Porque, na realidade, a saudade é a falta que eu sinto de alguém que mora dentro de mim, mesmo que esteja a quilómetros de distância. A saudade é sentir-me despida por não ter as tuas mãos para me vestirem a alma. A saudade é não sentir as gotas da tua saliva na minha boca. É querer escrever poesia com uma caneta sem tinta. Saudade é ter-te e não saber onde estás neste preciso momento.

Esse sentimento não consta nos livros de nenhuma biblioteca. É como sentir que alguém escreve nas linhas do meu coração, deixando lá marcas fortes a cada minuto, que me irão enlouquecer a cada hora que passa.

A palavra saudade é maior do que sete letras que a compõem. Tem a dimensão exata do amor, que sinto por ti, sem que alguém seja capaz de medi-lo…

Comments

comments

PARTILHAR
Artigo anteriorA minha terra
Próximo artigoLegenda-me #1 (até 16 de agosto)
ANGELA CABOZ, a miúda gira
Nasceu em Tavira há 49 anos. Desde a adolescência que é uma apaixonada pela leitura, pela escrita, pelo cinema e pela música. Escreve sobre sentimentos e, nas palavras, reflete a maneira de ver e de sentir o mundo. Em 2014, realizou um sonho: a publicação do seu livro «À procura de um sonho». Desde então, tem participado em várias obras coletivas.