Anda daí, meu pássaro voador

496
Fotografia © Helena Fonseca | Ilustração © Laura Almeida Azevedo
Fotografia © Helena Fonseca | Ilustração © Laura Almeida Azevedo

Posso estar a ouvir-te tocar durante horas. Não me canso. Preciso de ti. De te ver. De te ter. Tu és a cura para a minha ansiedade. És o pássaro que me traz calma e liberdade. Deixa-me voar contigo. Aperta-me com as tuas asas com toda a tua força. Não me deixes escapar. Porque necessito eu de pedir mais alguma coisa à vida, ao universo, quando te posso ter a ti? Bem peço todas as noites às minhas pedras por ti. Que venhas o mais rápido possível. Peço em pensamento. Com muita força.

Basta-me ouvir-te, ver-te para ficar em paz. Vem buscar-me, meu pássaro, e vamos ser livres os dois. Diz-me que é apenas uma questão de tempo. Que ficaremos juntos para sempre. Como nas histórias de encantar. Faz-me a tua princesa e eu faço de ti o meu príncipe. Façamos o nosso contos de fadas. Tenhamos um final feliz. Jura que seremos felizes para sempre! Juntos não temos momentos de felicidade. Juntos somos felizes.

Vamos desfrutar dessa felicidade os dois? Anda daí. Nesta longa jornada. Nossa. A nossa história. O nosso pensamento está sempre um no outro. Temos uma conexão como se fosse de outro mundo. De vidas passadas.

Anda daí, meu pássaro voador. Vamos voar juntos. Vem daí. Vem viajar nas minhas asas e eu nas tuas. Vamos voar daqui para fora… Vamos?

Comments

comments

PARTILHAR
Artigo anteriorTudo o que sei sobre o amor
Próximo artigoVamos falar em silêncio
HELENA FONSECA, a borboleta
Tem 34 anos. É Psicóloga Forense. Adora escrever o que lhe vai na alma e no coração. Adora treinar os seus cães, praticar desporto, ir ao cinema e ler. A natureza — sobretudo, o mar, a praia — dá-lhe tranquilidade, paz. É uma apaixonada pela vida, pelas pessoas e por si própria. E, aqui entre nós, é também uma romântica, que ainda acredita no príncipe encantado.