Amor é um mundo repleto de estradas

747
Fotografia © Eden Bachar | Design © Laura Almeida Azevedo
Fotografia © Eden Bachar | Design © Laura Almeida Azevedo

Quem não gosta de se sentir apaixonado, desejado, acarinhado, feliz?

Apaixonarmo-nos é tão simples, tão rápido! Num simples olhar, num cruzar de rua… quando menos se espera, surge um amor intenso e arrebatador que faz o nosso sangue percorrer intensamente todo o corpo.

Amor é um mundo repleto de estradas…

Conheci o teu olhar, quando menos esperava. Nasceu de um simples nada ali, naquele local, quando o nosso olhar se cruzou.

Num breve respirar, sinto-me rejuvenescida, sinto a gravidade fazer efeito no meu corpo… É maravilhoso, quando nos sentimos enamorados e radiantes, quando o brilho do nosso olhar irradia felicidade.

Não há nada mais verdadeiro e transparente do que um olhar apaixonado.

Não sei se já te tocaram de forma a sentir o teu coração bater em sincronia com o delas, mas é assim que me sinto cada vez que te toco… Não sei se, em cada abraço, perdiam o chão e encontravam apenas nos teus braços o lugar mais reconfortante do mundo. Não sei mesmo se tu alguma vez foste amado desta forma, mas eu gosto-te a cada toque, a cada estação.

Não conseguimos controlar sentimentos. No que se refere ao coração, gostamos e pronto!

Gosto-te pela forma como me fazes sentir, pelas conversas, por cada carinho.

Gosto-te, com a naturalidade de um sorriso, com a sinceridade de um olhar.

Quero sentir essa sensação avassaladora, que é ter-te junto a mim. Sentir a tua voz ecoar na minha mente. Sentir a tua mão a acalentar o meu coração.

Quero gostar-te continuamente, porque é este o tipo de amor que sinto por ti.

Comments

comments

PARTILHAR
Artigo anteriorDizem que se chama fé
Próximo artigoO teu sorriso
TERESA SOUSA, a sonhadora
Chamam-lhe Té. Tem 30 anos e é apaixonada por música, literatura e por longos passeios à beira-mar. É sonhadora, emotiva e uma romântica incurável. O que sente é exatamente aquilo que diz. E o que diz é exatamente aquilo que sente. E, na escrita, acontece o mesmo. Fala e escreve com o coração — e, por vezes, o coração diz tanto.